Afinal, Jesus veio para todos ou só para alguns?

liturgia-3-08

Paz e bênção. Afinal, Jesus veio para todos ou só para alguns?

Hoje, parece-nos evidente que veio para todos. E é verdade. Mas não podemos nos esquecer de que Jesus foi um homem concreto, situado, datado. É a partir do concreto, de Belém, de Nazaré, de um minúsculo grupo de discípulos, que sua ação se estende a toda a humanidade.

Mateus dramatiza mais do que Marcos esta cena, porque quer melhor ressaltar a fé daquela pagã e o amplo reconhecimento que Jesus lhe concede. Para os judeus, os pagãos eram ‘cães’, excluídos do banquete messiânico. Sabiam-no todos, também a mulher. Esta, porém, com humildade e fé, apresenta a Jesus, filho de Davi, um pequenino direito aos ‘restos’ de pão do banquete. Esta ‘secção do pão’ mostra que esse banquete e esse pão são destinados a todos, também aos pagãos – Mt 15, 21-28.

A Eucaristia não admite separações! O pão’ de Cristo é para todos’ como seu glorioso sacrifício, mas só os que têm fé são admitidos a ele. De nossa fé em Cristo devem provir duas atitudes. Como aquela mulher, devemos reconhecer em Jesus aquele que nos pode ‘curar’ de nosso males, especialmente dos do espírito. E como ele nos ensina, devemos ser abertos a todos, sem discriminação de raça, cor, classe.

Bom dia. Abraço.

Dom João Inacio Müller, ofm

Bispo diocesano de Lorena SP