Festival de musica litúrgica terá início dia 12.

A cidade de Cruzeiro está sediando o primeiro festival de música litúrgica Irmã Dulce dos pobres. Uma iniciativa pioneira que aconteceu da parceria entre os membros da comunidade de Santa Rita e São Sebastião e que homenageia Irmã Dulce, pois, a comunidade eclesial de irmã Dulce encontra-se presente nas duas comunidades. Para inscrever sua música o compositor teve que seguir algumas regras: músicas inéditas em letra, melodia ; será vetado todo e qualquer tipo de plágio da letra e/ou melodia; número de integrantes por grupo de apresentação deverá ser no máximo de 10 (dez) participantes, entre instrumentistas e cantores; serão selecionadas 10 (dez) músicas, juntando a somatória de sexta e de sábado, (data 12 e 13 de janeiro de 2018), para serem julgadas na final no domingo (data 14 de janeiro de 2018); durante as apresentações não serão permitidas manifestações dos concorrentes; direitos autorais pertencem aos autores das obras, mas ao inscreverem suas músicas elas  já estarão autorizadas a sua veiculação nos meios de comunicação.

O juri irá analisar:letra, música, melodia, expressão gramatical e conteúdo sobre a vida de Irmã Dulce, portanto o júri será composto por pessoas dos mais variados ramos: músicos, sacerdotes, professores ou pessoas ligadas à Igreja em geral; as músicas serão avaliadas quanto à melodia, letra e interpretação; a comissão organizadora não responde em momento algum pelas classificações finais, que serão o resultado somatório dos pontos conferido única e exclusivamente pelos jurados; a contagem de pontos caberá à Comissão Verificadora de Pontuação e à Comissão de Organização do Festival; reclamações só serão aceitas por escrito até 30 minutos após a execução da música. Qualquer decisão será tomada pela Comissão Organizadora mediante alguma prova apresentada. Os jurados poderão ser convocados caso a Comissão Organizadora julgue necessário.